Todo o ano eu faço meus objetivos pessoais e tento alinhar eles com o que eu quero no longo, médio e curto prazo. Nem sempre eu consigo concluir os objetivos no inicio do ano e dessa vez acabei demorando um pouco mais pra fazer mesmo, mas o importante é ter eles.

Acho digno de nota ressaltar alguns artigos que tenho visto sobre o assunto onde algumas pessoas criticam a criação de objetivos anuais e que isso gera estresse e pressão sob elas. Na minha visão é o seguinte: Se não funciona para você, não force a barra. Para mim funciona excepcionalmente bem e é uma prática que tenho tem feito por mais de 7 anos (desde que li o livro Never Eat Alone) e pretendo continuar fazendo. Além disso, é um processo evolutivo e eu me acabo me tornando melhor na criação dos objetivos, deixando-os super alinhados com a pessoa que quero ser.

Mas, dessa vez, ao invés de fazer um post falando só sobre meus objetivos quero ajudar as pessoas de alguma forma. Então vamos primeiro começar com o que não fazer.

Como não definir objetivos pessoais

Normalmente as pessoas definem objetivos amplos como “Perder 10kg” ou “Ser promovido”, “Gerar renda passiva” ou até mesmo “Aprender a tocar violão”.

Ok, não vou negar, é melhor do que nada. Porém, acredito que possuem formas mais interessantes para criar os objetivos. E agora vou mostrar como me planejei para esse ano e o que vou tentar de novidade.

Lembrando que apesar de fazer isso fazem muitos anos, sempre tento algo diferente para tentar aperfeiçoar esse “sistema” mas nem sempre dá certo.

De maneira padrão eu defino meus objetivos assim:

  1. Defino o “mantra” ou palavra do ano
  2. Divido em categorias com pesos para cada uma
  3. Coloco um objetivo mensurável
  4. Coloco ações mensais para que no final de cada mês eu me planeje para chegar mais perto dos objetivos

AJá faço assim tem alguns anos. Lembrando que tudo isso é atrelado a objetivos maiores de médio e longo prazo que eu já pré-defini.

A novidade: Pequenos hábitos

Porém, desta vez, o que quero tentar como novidade são os hábitos.

Tendo a crer que o objetivo só pelo objetivo muitas vezes torna dificil você realmente criar grandes mudanças – em especial se objetivos exigirem mudanças de hábitos. Então resolvi implementar um sistema básico de tracking de hábitos que me ajude a ter um senso maior de progresso no dia a dia para que eu alcance esses objetivos.

Portanto defini 7 hábitos para iniciar esse teste. Não é escrito em pedra e pretendo adicionar mais e/ou remover alguns conforme eu for experimentando com esse formato. Inicialmente pretendo fazer o seguinte:

  • 🏃‍♂️Exercitar
    • Quero me exercitar quase todos os dias. Seja esporte, academia ou algo mais leve como pular corda e flexões.
  • 🥗 Comer
    • Quero comer de maneira mais saudável e resistir aos ataques de “vontade de comer merda”.
  • 📚Ler livro
    • Tenho a grande mania de ler livros pela metade e largá-los. Tenho uma série de livros não finalizados e creio que parte da culpa é disciplina e a outra parte é porque nas horas de tempo livre eu tô no Twitter ou Instagram navegando pelos feeds sendo um inútil.
  • 😴Dormir
    • Quero dormir pelo menos 6h a grande maioria dos dias esse ano.
  • 📱⛔ Na cama
    • Não quero utilizar celular na cama. Seja na hora de dormir ou quando tiver acordando. Quero acabar com esse hábito. É péssimo e me torna um grande procastinador.
  1. 📱Tempo
    • Quero reduzir meu tempo no celular. Tô experimentando uns aplicativos que fazem um tracking de screen time e devo definir uma quantidade minima de horas em breve.

    🎯 Em resumo

    Em 2021 tô focado em construir hábitos em torno do “mantra” escolhido – neste caso, ter mais disposição.

    E a verdade é que você pode fazer isso também. As etapas seriam:

  1. Foque em um ou dois mantras amplos como foco
  2. Amarre-os bem os objetivos em torno deles.
  3. Pense na criação de pequenos hábitos que possam te ajudar a alcançá-los.

Mas, por favor, não se apresse para conseguir todos os seus objetivos de uma só vez; esse é o trabalho de uma vida inteira! Vou trabalhar para estar mais disposto fisicamente e mentalmente, e o primeiro passo para isso acredito que seja reduzir meu tempo na tela e cuidar da minha saúde.

Esse ano larguei o Google Sheets (que é o local que sempre fiz meus objetivos) e estou experimentando o Notion. Ficou assim:

Objetivos em si

Parte de hábitos

Parte de acesso (hábitos mensais)

Tracking dos hábitos

 1 (verde) é feito e 0(vermelho) é não feito. A ideia é atualizar todo o dia rapidinho.

No que você vai tentar melhorar esse ano?

Sei que estamos praticamente em Março. Mas nunca é tarde, né? 🙂

Eu faço objetivos anuais tem muito tempo – mais de 6 anos na verdade. Mas somente agora, em 2020, eu resolvi compartilhar eles publicamente. Em alguns experimentei um formato no qual fazia atualizações trimestrais com um grupo de amigos mas agora quero ver como vai ser a experiência de tê-los aberto ao público. Por fim, espero que eu estar compartilhando com vocês inspire vocês a fazerem o mesmo (caso ainda não faça). Posso dizer que ter os objetivos anuais bem definidos mudaram minha vida e fizeram com que eu alcançasse coisas que nem imaginaria.

Por que ter objetivos pessoais bem definidos?

Todos nós queremos coisas na vida, seja ter mais dinheiro, perder peso ou realizar viagens diferentes. Mas a vida também quer coisas de nós e para conquistar algo você geralmente precisa fazer por onde. Os objetivos me ajudam a avançar na vida mesmo quando a própria vida fica gritando para que a gente se concentre no agora! Pagar boletos, fazer o imposto de renda, pagar o aluguel, fazer supermercado, levar a louça…
Vou explicar como faço os objetivos para me manter focado durante o ano. Nem sempre eu os alcanço mas o que também importa é o processo de tentar.

O que evitar na hora de criar seus objetivos?

Nesses vários anos de objetivos anuais com acompanhamento mensal eu aprendi algumas coisas e queria deixar elas aqui para vocês. Primeiro, nunca torne um objetivo algo que já vai ser feito ou está no caminho. Vamos supor que você já tem três palestras agendadas para o ano, colocar isso como objetivo não leva a lugar algum. Os seus objetivos devem existir para proteger os sonhos que você tem medo de abandonar.

Os seus objetivos devem existir para proteger os sonhos que você tem medo de abandonar.

Chega de filosofar! Esses são os meus objetivos de 2020:

[imagem]

Como vocês podem ver separo o marco objetivo como se fosse uma categoria para o objetivo anual e tenho um progresso que verifico mensalmente. As ações mensais eu altero no inicio de cada mês que é quando faço o planejamento do que pretendo fazer para tentar alcançar aquele objetivo. 

Também coloquei um peso em cada objetivo para representar claramente a prioridade de cada um deles. Dessa forma eu consigo decidir mais fácil quando tenho um impasse como “Escrever um artigo ou ir para academia?” ou “Ir para balada na sexta, encher a cara versus dormir cedo para ser produtivo no sábado?”

Como vocês podem ver estou um pouco atrás nos objetivos, mas como são coisas anuais imagino que ainda posso correr atrás e recuperar. Vocês também podem observar que eu coloquei alguns objetivos das empresas que tenho e explico o porque: Ter side projects é algo que eu gosto muito e para isso é necessário saber controlar MUITO BEM o meu tempo. Então acho que os objetivos dos side projects precisam fazer parte dos meus objetivos pessoais também – afinal, diferente do meu trabalho oficial, estou usando tempo de lazer para isso (apesar de eu considerar boa parte dos meus sides projects lazer).

Pretendo fazer as atualizações dos objetivos mensalmente aqui.