Pode não parecer, mas sabe aquela história de que reclamar muito torna você rabugento enquanto quem tenta ver o lado positivo das coisas tende a viver melhor? A mesma coisa se aplica aos críticos de plantão.

Eu acredito piamente que criar algo costuma nos dar felicidade enquanto ficar criticando sem ser de maneira construtiva tende a nos deixa tristes. Então quanto mais você se cercar de criadores e pessoas positivas que fazem acontecer ao invés de “criticos especialistas”, mais você será orientado dessa forma também.

Cuidado especial com aqueles “criticos criadores” – aqueles no qual precisam criticar quem está criando somente para tentar alavancar a sua própria criação (estratégia muito usada por políticos, por sinal).

O trabalho mais fácil do mundo é ser crítico via internet. Além disso, eu aposto que você raramente viu pessoas inteligentes criticando e atacando outras pessoas – sabe por quê? Porque eles estão ocupados resolvendo problemas.

Certa vez vi uma frase bacana sobre o assunto. Traduzi livremente pra deixar aqui.

“Qualquer tolo pode criticar, condenar e reclamar, e a maioria dos tolos o faz.”

Não seja um cagalhão desses

Normalmente, em culturas tóxicas, as pessoas tentam provar sua inteligência/capacidade atacando outras pessoas ou o trabalho das mesmas. E eu não vou negar, em algumas situações já cometi esse tipo de erro e hoje me arrependo. Engraçado que só com maturidade e experiência consigo olhar para certas atitudes que tive no passado para saber que hoje agiria de uma maneira completamente diferente.

O pior é que nas empresas em que agi dessa maneira eu nem considerava a cultura tóxica em si, eu que agia como tal – seja por “contaminação” de outras poucas pessoas ou não. Muitas vezes estive num ambiente no qual eu me colocava numa situação “Nós” versus “Eles” e simplesmente esquecia que estávamos na mesma empresa, querendo alcançar os mesmos objetivos e querendo lutar contra os mesmos concorrentes. 

A verdade é que em culturas saudáveis as pessoas usam sua inteligência para fazer os outros crescerem e melhorarem. Conhecimento e experiência não devem ser utilizados como armas para ferrar com alguém. Eles são recursos para que todas cresçam juntos.

Se você discorda ou não gosta do trabalho de uma pessoa ajude essa a trabalhar de maneira diferente. Não seja um cagalhão que bate nos outros.